Oficina "Figurino e Moda: Historias Cruzadas" - Campinas, 2015

O ato de vestir-se implica contar uma historia, consciente ou não. A indumentária é uma narrativa visual, seja ela um ato cotidiano ou parte de uma obra cênica, musical, audiovisual. O repertório visual construído ao longo de décadas de historia da moda, a partir do trabalho de designers, estilistas e também figurinistas de diversas linguagens artísticas (cinema e música, principalmente) influencia e ao mesmo tempo reflete comportamentos e hábitos culturais de uma determinada época. 

Esta oficina / encontro é uma oportunidade de analisar relações possíveis entre diferentes momentos da história da moda e do figurino de narrativas visuais (presentes no cinema, televisão, fotografia, dança, teatro, performance, música). A partir desta análise, é possível realizar diversos exercícios de criação – tanto de indumentária cotidiana, quanto para produção de moda ou figurino de obras cênicas / audiovisuais.  



Oficina realizada em junho de 2015 por meio da Oficina Cultural Carlos Gomes / Hilda Hilst / Campinas, no espaço do MIS - Museu da Imagem e Som de Campinas

Exercícios realizados durante a oficina:















Fotos: Anna Kühl

Nenhum comentário:

Postar um comentário